EUA

Trump condecora cão Conan pela operação da morte do chefe do Estado Islâmico

Trump condecora cão Conan pela operação da morte do chefe do Estado Islâmico

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, condecorou esta segunda-feira com uma medalha o cão Conan, dos militares norte-americanos que participaram no ataque que levou à morte o chefe do Estado Islâmico, Abu Bakr Al-Baghdadi.

"Conan fez um trabalho fantástico", sublinhou Donald Trump, na presença da sua mulher, Melania, e do vice-presidente, Mike Pence.

"Este cão é incrível, brilhante e inteligente", acrescentou o Presidente norte-americano, salientando que o pastor belga de Malinois recebeu uma "mudalha e uma placa".

Entretanto, se Trump utilizou o pronome pessoal masculino para falar de Conan, a Casa Branca referiu-se ao animal utilizando a expressão "heroína", o que levou vários órgãos de comunicação social a questionar qual o género do animal.

Conan ficou "ligeiramente ferido" durante a operação, quando Al-Baghdadi se fez explodir para não ser apanhado vivo, mas já recuperou e voltou ao ativo.

O 'militar' Conan, envolvido em 50 missões de combate em quatro anos, é da mesma raça do cão que em 2011 participou no ataque de que também resultou a morte do líder da al-Qaida, Osama Bin Laden.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG