O Jogo ao Vivo

Clima

Tufão Noru obriga à retirada de 260 mil pessoas no Vietname

Tufão Noru obriga à retirada de 260 mil pessoas no Vietname

O tufão Noru atingiu a costa central do Vietname esta manhã, trazendo ventos e chuvas fortes e obrigando centenas de milhares de pessoas a procurar refúgio em abrigos, disse o instituto meteorológico vietnamita.

Segundo o Centro Nacional de Previsões Hidrometeorológicas do Vietname, o tufão chegou a terra por volta das 04:00 (22:00 em Lisboa), com ventos sustentados a atingirem 117 quilómetros por hora.

Em Danang, a terceira maior cidade do Vietname, prédios foram danificados por ventos fortes, que derrubaram árvores e arrancaram telhados, segundo a agência de notícias France-Presse.

PUB

Todas as lojas e hotéis foram encerrados, enquanto os moradores de Danang foram proibidos de sair à rua.

As autoridades anunciaram na terça-feira à noite que retiraram quase 260 mil pessoas das suas casas, inclusive na cidade turística de Hoi An, onde os moradores foram levados para uma escola primária.

Os meteorologistas alertaram que o Noru poderia ser uma das piores tempestades a atingir o país do Sudeste Asiático nos últimos 20 anos, prevendo que chuvas fortes continuariam ao longo do dia, com a possibilidade de deslizamentos de terra e inundações severas.

As autoridades encerraram quase metade dos aeroportos do Vietname, assim como escolas e escritórios em várias províncias centrais, incluindo em Danang.

Na província costeira de Quang Tri, cerca de 300 casas tiveram os seus telhados arrancados na noite de terça-feira, quando os ventos começaram a aumentar.

Na cidade vizinha de Hue, várias árvores foram destruídas.

O vice-diretor geral da elétrica estatal Central Energy Corporation, Le Hoang Anh Dung, confirmou que o Noru causou interrupções no abastecimento de energia em algumas províncias.

Segundo o jornal vietnamita 'VnExpress', cerca de 555 mil habitações ficaram sem energia elétrica devido à rutura de uma linha de média tensão.

O Ministério da Defesa vietnamita mobilizou cerca de 40 mil soldados e 200 mil agentes da polícia, apoiados por veículos blindados e barcos, em preparação para eventuais operações de resgate e socorro, informou a imprensa estatal.

Antes de chegar às Filipinas, o Noru passou pelas Filipinas, onde pelo menos oito pessoas morreram, incluindo cinco socorristas, e três continuam desaparecidas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG