Mundo

Turquia acusa Bélgica de ter facilitado com um dos terroristas

Turquia acusa Bélgica de ter facilitado com um dos terroristas

O presidente turco disse, esta quarta-feira, que um dos terroristas envolvidos nos ataques de Bruxelas foi detido e depois deportado da Turquia em julho. Polícia belga identifica Najim Laachraoui como o segundo bombista suicida no aeroporto.

Ibrahim El Bakraoui, o homem que aparece ao meio na imagem de videovigilância do aeroporto divulgada pela polícia, esteve na Turquia em junho. Foi detido e depois deportado para a Holanda. A revelação foi feita pelo presidente turco. "Um dos autores dos ataques de Bruxelas é um homem que detivemos em junho de 2015 em Ganziatep e que foi deportado. Informamos a embaixada belga sobre a deportação a 14 de julho. A Bélgica deixou-o livre", indicou Erdogan, em conferência de imprensa em Ancara.

"Apesar das nossas advertências de que aquela pessoa era um combatente estrangeiro, a Bélgica não conseguiu determinar as suas ligações ao terrorismo", continuou o Presidente.

Em resposta ao chefe de Estado turco, o primeiro-ministro belga, Koen Geens, disse que "neste momento, para nós, (Ibrahim El Bakraoui) era um delinquente comum em liberdade condicional".

A polícia belga identificou, entretanto, Najim Laachraoui como o segundo bombista suicida. Até então, vários meios de comunicação belga davam Laachraoui como sendo o homem de casaco claro e chapéu preto, um terceiro suspeito, cuja bomba não tinha explodido, e que estava a ser procurado.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG