Rússia

Turquia entrega corpo de piloto russo a Moscovo

Turquia entrega corpo de piloto russo a Moscovo

O corpo do piloto do avião militar russo abatido na terça-feira pela aviação turca será devolvido à Rússia, anunciou este domingo o primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu.

"O piloto que perdeu a vida ao ter violado [na terça-feira] o espaço aéreo turco foi-nos entregue na fronteira síria na noite passada", declarou aos jornalistas o chefe do Governo turco em Istambul.

O primeiro-ministro turco falava aos jornalistas antes de partir para Bruxelas para a cimeira entre a União Europeia e a Turquia sobre o fortalecimento da cooperação e a gestão do fluxo migratório.

O outro piloto russo que viajava no avião foi resgatado com vida pelas forças especiais russas e sírias, em território sírio, após se ter ejetado de paraquedas.

Na manhã de terça-feira, um F-16 turco abateu um avião militar russo junto à fronteira com a Síria na região de Hatay (sudeste) acusado de penetrar no espaço aéreo do país.

A embaixadora da Turquia considerou entretanto em entrevista à Lusa que o derrube de um avião russo confirma as preocupações de Ancara sobre as ações unilaterais da Rússia na Síria.

"O que aconteceu na terça-feira confirma as preocupações que mantínhamos sobre as ações unilaterais da Rússia na Síria. Sabemos que a Rússia não está na Síria para combater as forças do Daesh [acrónimo árabe do grupo extremista Estado Islâmico, EI], os alvos que têm bombardeado não possuem presença do Daesh", disse Ebru Barutçu Gökdenizler.

Ao referir-se a um "incidente infeliz", a representante diplomática da Turquia esclareceu que na manhã de terça-feira os radares turcos detetaram nessa região "dois aviões não-identificados", com apenas um a optar por retroceder.

"Durante cinco minutos foram avisados dez vezes para não entrarem no espaço aéreo turco", assegurou, antes de ser emitida a ordem de derrubar o SU-24 que "permanecia sem ser identificado".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG