Migrações

Turquia resgata 244 pessoas no Egeu e acusa Grécia de as ter repelido

Turquia resgata 244 pessoas no Egeu e acusa Grécia de as ter repelido

A guarda costeira turca resgatou em apenas um dia 244 migrantes no Mar Egeu, a maioria dos quais estava à deriva, depois de alegadamente terem sido repelidos para as águas turcas por patrulhas marítimas gregas.

A informação foi avançada, esta terça-feira, pela Capitania de Costas da Turquia.

As operações de resgate ocorreram na segunda-feira, frente às ilhas gregas de Lesbos, Quios, Samos e Cos, que são os destinos habituais para os migrantes que procuram chegar à União Europeia a partir da Turquia.

PUB

Em oito dos 10 incidentes, os migrantes tinham chegado a águas territoriais gregas e foram repelidos para as águas turcas pelas patrulhas gregas, garantiu a Capitania turca, uma prática ilegal, designada como 'devolução a quente' ('hot return'), o que Atenas nega.

Em três situações, os migrantes foram resgatados depois de terem sido abandonados à deriva em uma balsa salva-vidas, sem capacidade de manobra, assinalou-se no comunicado turco.

A Capitania não informou sobre a nacionalidade dos migrantes.

Segundo o Ministério do Interior turco, as forças de segurança detiveram em todo o país 6.800 migrantes nas primeiras três semanas do ano corrente, entre os quais 2100 afegãos, mil sírios e 400 do Turquemenistão. Com números menores, entre 200 e 300, aparecem marroquinos, usbeques, iranianos, congoleses, paquistaneses e liberianos.

Em 2022, os afegãos representaram quase metade dos 285 mil migrantes detidos na Turquia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG