Mundo

TV do Uganda proibida de acompanhar as atividades do presidente

TV do Uganda proibida de acompanhar as atividades do presidente

O Governo do Uganda proibiu, esta quarta-feira, uma das principais estações televisivas do país de acompanhar as atividades do presidente, Yoweri Museveni, depois de ter difundido imagens que o mostravam a dormir no parlamento.

"O Presidente tem os seus hábitos, ele medita e eles (as pessoas da estação televisiva) sabem-no, e apesar disso disseram que ele estava a dormir", declarou o responsável pelo centro de informações governamental, Dennis Katungi, citado pela agência de notícias francesa, AFP.

O porta-voz do Governo, Ofwono Opondo, confirmou que a estação NTV Uganda, que pertence ao influente grupo de média independente Nation Media Group, foi sancionada.

"Suspendemos a sua cobertura [das atividades] do presidente e reconsiderámos a nossa relação com eles", indicou, acusando a NTV de "falta de profissionalismo e de cobertura preconceituosa".

"A suspensão não será permanente, é temporária, para os obrigar a refletir", precisou Katungi.

O presidente Musenevi, de 69 anos, lidera este pequeno país pobre da África oriental desde 1986.

Os responsáveis da NTV Uganda declararam não ter sido informados da sanção das autoridades governamentais.

PUB

Em 2013, o Governo encerrou os dois principais jornais independentes do país durante 10 dias, quando estes noticiaram disputas entre chefes do exército sobre se o filho do Presidente deveria ou não suceder-lhe no cargo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG