Criminalidade

Uganda vai proibir condução de motos e bicicletas com capuz

Uganda vai proibir condução de motos e bicicletas com capuz

O presidente do Uganda, Yoweri Museveni, anunciou que vai proibir a condução com capuz em motos ou bicicletas, como forma de reduzir o crime, após o assassinato de um deputado nacional na sexta-feira.

"As pessoas que mataram Ibrahim Abiriga usaram uma técnica tão fácil como vestir um casaco com capuz. Porque devemos permitir que as pessoas se desloquem assim? Vamos proibir que as pessoas cubram a cabeça enquanto estiveram a conduzir uma moto ou uma bicicleta", disse o presidente durante o funeral do político.

Ibrahim Abiriga e o seu irmão foram mortos na sexta-feira perto da sua casa na cidade de Kawanda, a poucos quilómetros da capital de Uganda, Kampala, por homens encapuzados que se deslocavam numa moto.

O presidente disse que os motoristas de transportes de duas rodas serão obrigados a usar capacetes com números de identificação que podem ser vistos até à noite.

As motos são uma forma muito comum de transporte no Uganda e também servem como um serviço de táxi, que permitem deslocações no intenso tráfego da capital.