Mundo

Últimas sondagens antes das eleições em Espanha mostram recuperação do Podemos

Últimas sondagens antes das eleições em Espanha mostram recuperação do Podemos

As sondagens em Espanha, na última semana da campanha para as eleições, indicam que o PP consolidou o primeiro lugar e tendências diferentes entre os novos partidos, com o Ciudadanos a perder força e o Podemos a recuperar ímpeto.

De acordo com uma sondagem da Sigma Dos para o diário El Mundo, na votação do próximo domingo o PP (de Mariano Rajoy) poderá obter entre 114 e 119 deputados (27,2% dos votos).

Este resultado (muito longe da maioria absoluta, que se atinge aos 176 deputados) obriga Rajoy a fazer acordos pós eleitorais para o governo e para a sua investidura (o presidente do Governo é eleito pelos deputados após o parlamento ser constituído).

Os três partidos seguintes - PSOE, Ciudadanos e Podemos - surgem separados por apenas dois pontos percentuais. Os socialistas de Pedro Sánchez registam 20,3% das intenções de voto (entre 76 e 81 deputados), enquanto o estreante Ciudadanos, de Albert Rivera, surge logo a seguir, com 19,6% (entre 62 e 69 deputados).

No entanto, o C's regista uma descida de 3,4 pontos percentuais face à mesma sondagem de Novembro. Em sentido contrário - ou seja, em recuperação - está o Podemos de Pablo Iglesias. A formação da cor violeta regista agora 18,4% das intenções de voto (o suficiente para 56 a 60 deputados, contando com os movimentos En Comú Podem, En Marea e Compromís-Podemos).

Estes dados indicam, portanto, que se mantém o cenário de o PP ter de fazer um acordo com o Ciudadanos para obter maioria absoluta no parlamento. Já o PSOE teria de fazer uma grande coligação com o Podemos e com o Ciudadanos para poder afastar a direita do poder.

A sondagem da Sigma Dos - que incluiu 8.350 entrevistas feitas entre 01 e 09 de dezembro - tem uma margem de erro de 1,3% e um nível de confiança de 95,5%.

PUB

Também o El País publica hoje uma sondagem sobre as eleições do próximo domingo (às 00:00 de terça-feira não se poderá publicar em Espanha mais trabalhos do género).

O trabalho da Metroscopia para este jornal confirma a queda do Ciudadanos, desta feita para o quarto lugar, ultrapassado pelo Podemos.

A sondagem do El País dá como vencedor o PP (25,3%, mas com um intervalo de deputados entre os 105 e os 112), seguido agora de mais perto pelo PSOE (21%, entre 85 e 94 deputados).

Podemos (19,1%) e Ciudadanos (18,2%) surgem muito próximos. O partido de Pablo Iglesias obteria entre 55 e 64 deputados, enquanto a formação de Rivera entre 53 e 67.

Estes números indicam que apenas nos intervalos mais otimistas para os dois partidos o PP consegue uma aliança de maioria apenas com o Ciudadanos.

O trabalho do El País baseou-se em 2.800 entrevistas de 07 a 10 de dezembro e apresenta uma margem de erro de 1,9 pontos percentuais, para uma margem de confiança de 95,5%.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG