Violência

Um israelita e o palestiniano que o atacou morrem num atentado em Jerusalém

Um israelita e o palestiniano que o atacou morrem num atentado em Jerusalém

Um civil israelita e o palestiniano que o atacou morreram, este domingo, num atentado a tiro na Cidade Velha em Jerusalém Oriental ocupada, naquele que é já o segundo incidente do género em menos de uma semana.

Responsáveis israelitas disseram que o atacante, um palestiniano com cerca de 40 anos, era um residente de Jerusalém Oriental e um ativista do movimento islâmico Hamas, e que um dos cinco israelitas feridos no ataque, dois com gravidade e três ligeiros, não resistiu aos ferimentos e morreu. Os movimentos Hamas e Jihad Islâmica saudaram o ataque.

"Esta Cidade Santa continuará a lutar até expulsar o ocupante estrangeiro e não sucumbirá à odiosa realidade da ocupação", disse o porta-voz do Hamas Hazem Qassem.

PUB

Um dos israelitas, também um civil de 26 anos, foi hospitalizado em estado grave no centro Shaare Zedek e estabilizado numa cirurgia, embora o seu estado continue a inspirar cuidados, confirmou um porta-voz do centro à Efe.

Os três restantes, dois deles agentes da polícia, foram tratados pelos serviços de emergência United Hatzalah e Maguen David Amon.

"Recentemente, houve um tiroteio na Cidade Velha de Jerusalém. O terrorista foi neutralizado e os feridos estão a receber tratamento médico. As forças policiais foram chamadas ao local", disse um porta-voz da polícia, ao início da manhã de hoje.

A polícia falou inicialmente de um segundo suspeito, o que mais tarde excluiu.

O ministro da Segurança Pública, Omer Bar Lev, disse mais tarde ao Canal 12 que o atacante era um conhecido membro do Hamas e que a sua mulher tinha deixado o país há três dias, o que será indicador de que "o ataque estava planeado".

Este é o segundo incidente do género em menos de uma semana dentro da cidade murada de Jerusalém Oriental ocupada, um dos pontos mais quentes do conflito entre palestinianos e israelitas.

Na quarta-feira passada, dois oficiais israelitas foram feridos com facas por um palestiniano de 16 anos de um bairro de Jerusalém Oriental, que acabou por ser baleado e morto durante o ataque, por oficiais e um guarda de segurança.

A polícia montou uma extensa operação na Cidade Velha da cidade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG