Mundo

Um milhão de brasileiros pedem saída do presidente do Senado na Internet

Um milhão de brasileiros pedem saída do presidente do Senado na Internet

Uma petição na Internet que reclama a destituição do presidente do Senado brasileiro, Renan Calheiros, conta com um milhão de assinaturas, obtidas numa semana, e pode ser apresentada no Congresso se chegar a 1,3 milhões.

Para que a iniciativa possa chegar a discussão no Senado brasileiro têm de ser verificadas as assinaturas dos signatários, com a devida identificação.

Renan Calheiros foi eleito no passado dia 02 para presidir ao Senado até 2014, tendo-se demitido desse mesmo cargo em 2007 por um caso que ainda decorre no sistema judicial, acusado de ter usado faturas falsas para esconder que um empresário lhe pagava o arrendamento do apartamento e a pensão de uma filha, fruto de uma relação extraconjugal oculta até então.

O procurador-geral do Brasil, Roberto Gurgel, afirmou em janeiro, citado pela agência EFE, que apresentou uma acusação formal contra o senador no Supremo Tribunal, ainda que tal não tenha impedido a eleição como presidente do Senado.

Calheiros é membro do Partido do Movimento Democrático Brasileiro, que faz parte da coligação apoiante do Governo de Dilma Rousseff.