O Jogo ao Vivo

Violação de "múltiplas resoluções"

União Europeia condena lançamento de míssil balístico pela Coreia do Norte

União Europeia condena lançamento de míssil balístico pela Coreia do Norte

A União Europeia (UE) condenou esta sexta-feira "firmemente" o lançamento, pela Coreia do Norte, de um míssil balístico intercontinental, em violação de "múltiplas resoluções" da ONU, segundo um comunicado oficial.

"A UE condena firmemente o lançamento, pela Coreia do Norte, de um míssil balístico intercontinental" na quinta-feira, disse Borrel num comunicado do chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell.

O lançamento do míssil é "uma violação de múltiplas resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas e uma séria ameaça à paz e segurança internacional de regional".

PUB

O Alto Responsável da UE para a Política Externa e de Segurança reiterou o apelo a Pyongyang para cumprir as resoluções do Conselho de Segurança da ONU, "abandonando todas as armas nucleares, outras armas de destruição maciça, programas de mísseis balísticos e programas nucleares existentes, de uma forma completa, verificável e irreversível, e cessar imediatamente todas as atividades relacionadas".

A Coreia do Norte disparou, na quarta-feira, um míssil balístico intercontinental que atingiu a Zona Económica Exclusiva japonesa, segundo anunciou o Ministério da Defesa do Japão.

"As nossas análises indicam que o míssil balístico [da Coreia do Norte] deslocou-se durante 71 minutos e caiu cerca das 15:44 (06:44 em Lisboa) na Zona Económica Exclusiva, no mar do Japão, a cerca de 150 quilómetros a oeste da península de Oshima", ilha norte de Hokkaido, declarou o vice-ministro da Defesa, Makoto Oniki, acrescentando que podia tratar-se de um míssil balístico intercontinental.

O Exército sul coreano anunciou hoje o disparo de vários mísseis em resposta ao ensaio da Coreia do Norte.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG