O Jogo ao Vivo

EUA

Universidade proíbe relações sexuais entre alunos e professores

Universidade proíbe relações sexuais entre alunos e professores

A Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, proibiu as relações sexuais entre professores e alunos no âmbito de uma revisão da sua política sobre assédio sexual.

Segundo o comité da Faculdade de Artes e Ciências, foram proibidas "relações românticas ou sexuais", independentemente do membro da faculdade ser professor ou supervisor do aluno.

A revisão determina que a "linguagem existente naquelas relações de estatuto desigual não refletem as expetativas da faculdade sobre uma relação apropriada".

A decisão surge num momento em que várias universidades norte-americanas estão debaixo de fogo por questões relacionadas com violência sexual nos seus campus universitários.

Em maio passado, o Departamento de Educação dos Estados Unidos divulgou uma lista de 55 faculdades e universidade que estão a ser investigadas na sequência de queixas por alegada agressão ou assédio sexual.

A Universidade de Harvad está naquela lista. A Universidade de Yale, que proibiu as relações entre professores e alunos em 2010.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG