Covid-19

Vacina da AstraZeneca só para maiores de 60 anos na Alemanha

Vacina da AstraZeneca só para maiores de 60 anos na Alemanha

As autoridades sanitárias alemãs decidiram proibir o uso da vacina da AstraZeneca contra a covid-19 em pessoas com menos de 60 anos, entre novas preocupações sobre coágulos sanguíneos incomuns relatados por pessoas que receberam as injeções.

O ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, e as 16 autoridades federais da Alemanha concordaram por unanimidade em dar a vacina apenas a pessoas com 60 anos ou mais, a menos que pertençam a uma categoria de alto risco para doença grave de covid-19 e tenham concordado com o seu médico em tomar a vacina, apesar do risco de um efeito colateral sério.

A medida segue as recomendações do painel independente de especialistas em vacinas da Alemanha e ocorre depois de o regulador médico do país ter divulgado novos dados em que se demonstra que foram detetados 31 coágulos sanguíneos incomuns, incluindo nove mortes, em utentes que receberam a vacina da AstraZeneca (de um total de 2,7 milhões de doses).

As recomendações atualizadas surgem numa altura em que os novos dados na Europa sugerem que o risco de coágulos sanguíneos agora é potencialmente tão alto quanto 1 em 100 mil, muito maior do que o risco de 1 em 1 milhão em que se acreditava antes.

A reunião de especialistas, que contou com a presença da chanceler alemã, Angela Merkel, foi convocada após as autoridades sanitárias da cidade-Estado de Berlim, bem como as de Munique e Brandeburgo, o Estado que circunda a capital germânica, terem anunciado a suspensão da vacina AstraZeneca para menores de 60 anos.

As restrições ocorrem quando a Alemanha, tal como outros países europeus, está a lutar para aumentar o seu programa de vacinação, que está muito aquém dos do Reino Unido e dos Estados Unidos. Na segunda-feira, cerca de 13,2 milhões de pessoas no país haviam recebido pelo menos uma dose da vacina, enquanto quase 4 milhões haviam recebido as duas vacinas.

O uso da vacina AstraZeneca foi temporariamente interrompido em vários países europeus no início deste mês devido a preocupações com os raros coágulos sanguíneos. Após uma revisão feita por especialistas da Agência Europeia de Medicamentos (EMA), a maioria dos países da União Europeia (UE), incluindo a Alemanha, retomou o uso da vacina a 19 deste mês. Também na segunda-feira, o Canadá suspendeu o uso da vacina da AstraZeneca em pessoas com menos de 55 anos, citando novos dados preocupantes da Europa.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG