O Jogo ao Vivo

Covid-19

Vacina da Pfizer autorizada no Reino Unido, primeiras doses chegam dentro de dias

Vacina da Pfizer autorizada no Reino Unido, primeiras doses chegam dentro de dias

A vacina da Pfizer/BioNTech para a covid-19 já tem autorização para ser usada no Reino Unido, que se torna assim no primeiro país ocidental a licenciar uma vacina contra o novo coronavírus.

A vacina foi autorizada para utilização de emergência no Reino Unido, depois de os ensaios clínicos terem demonstrado 95% de eficácia. "O governo aprovou esta quarta-feira a recomendação da Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde [regulador da Saúde britânico] para aprovar a utilização da vacina para a covid-19 da Pfizer/BioNTech", anunciou o Executivo de Boris Johnson esta quarta-feira.

O país encomendou 40 milhões de doses da vacina da Pfizer, o que será suficiente para vacinar 20 milhões de pessoas (com duas doses cada uma). Segundo o Governo britânico, "a vacina estará disponível em todo o Reino Unido a partir da próxima semana", sendo que as primeiras doses serão administradas aos grupos prioritários - profissionais de saúde, residentes de lares de idosos, cuidadores, idosos e outros mais vulneráveis. O regulador britânico também está a considerar a vacina da AstraZeneca e da Universidade de Oxford, mas o primeiro-ministro já alertou que o país vai passar por "um inverno rigoroso" no que diz respeito a restrições até que haja vacina suficiente para todos.

A luz verde das autoridades do Reino Unido "segue-se a meses de testes clínicos rigorosos e extensa análise de dados por especialistas da Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde, que concluíram que a vacina atendeu aos padrões estritos de segurança, qualidade e eficácia", escreveu o ministro da Saúde britânico, no Twitter. "O Reino Unido é o primeiro país do mundo a ter uma vacina clinicamente aprovada", notou ainda Matt Hancock - a China tem administrado vacinas em casos especiais desde agosto passado, mas sem estarem clinicamente aprovadas.

"É fantástico que a MHRA [sigla inglesa da Agência Reguladora de Saúde e Produtos Médicos] do Reino Unido tenha licenciado formalmente a vacina do grupo Pfizer/BioNTech contra covid-19. A vacina estará disponível em todo o Reino Unido a partir da próxima semana", repetiu Boris Johnson, acrescentando que "é a proteção das vacinas" que permitirá "recuperar vidas" e "retomar a economia".

O CEO da Pfizer descreveu a decisão do Reino Unido como um "momento histórico". "Estamos a concentrar-nos em agir com o mesmo nível de urgência para fornecer com segurança uma vacina de alta qualidade em todo o mundo", assegurou Albert Bourla, em comunicado.

PUB

A vacina da Pfizer e da BioNTech foi a mais rápida de sempre a concretizar-se, tendo levado apenas 10 meses para seguir os mesmos procedimentos que normalmente demoram uma década. A farmacêutica norte-americana e a empresa alemã de biotecnologia aguardam agora as decisões dos Estados Unidos e da União Europeia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG