Venezuela

Maduro convida Alta Comissária dos Direitos Humanos da ONU a visitar Caracas

Maduro convida Alta Comissária dos Direitos Humanos da ONU a visitar Caracas

O Governo venezuelano convidou na segunda-feira a Alta Comissária dos Direitos Humanos da ONU, Michelle Bachelet, a visitar a Venezuela para verificar a situação dos direitos humanos no país.

O convite, segundo o Ministério de Relações Exteriores venezuelano, foi feito através de uma carta, entregue a Michelle Bachelet pelo representante permanente da Venezuela perante a ONU, o embaixador Jorge Valero.

"Na carta, o Presidente (Nicolás) Maduro expressa que a sua visita ao país permitirá que conheça, em primeira mão, e passe revista, com o Governo bolivariano, aos amplos e históricos esforços a favor de garantir e promover os direitos humanos do povo venezuelano", explica um comunicado divulgado em Caracas.

Segundo o documento "o Presidente Maduro convida a Alta Comissária (Michelle) Bachelet a observar e a conhecer ao pormenor todas as repercussões negativas que as medidas coercivas unilaterais, impostas por fatores adversos à Venezuela, têm tido contra os Direitos Humanos do povo venezuelano".

"Nesse sentido, o embaixador Jorge Valero, entregou à Alta Comissária, um volumoso expediente sobre estas ilegais e criminosas medidas", explica.

Segundo Caracas estas medidas "estão dirigidas a minar a capacidade do Estado (venezuelano) para garantir o bem-estar de todos os cidadãos, tendo como principal finalidade tratar de impor, a nível internacional (a ideia de) que a Venezuela é 'um Estado falido' e que vive atualmente uma 'crise humanitária', matizes que além de falsas, maliciosas e tendenciosas, evidenciam a estratégia que existe de semear o desespero no nosso povo e gerar o caos e a ingovernabilidade na Venezuela".

Segundo o comunicado, Michelle Bachelet acolheu o convite e definirá, em conjunto com Caracas, a data mais adequada para que a visita tenha lugar no próximo ano.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG