Mundo

Venezuela diz que não há indícios de massacre contra índios yanomami

Venezuela diz que não há indícios de massacre contra índios yanomami

O Governo venezuelano afirmou no domingo que não há indícios que comprovem o suposto massacre de índios yanomami na fronteira entre o Brasil e a Venezuela, conforme denunciado por uma ONG de proteção dos povos indígenas.

A matança, que terá ocorrido em julho, veio a público na última semana, a partir de uma denúncia feita pela organização Hutukara Associação Yanomami (HAY).

O massacre terá sido realizado por garimpeiros brasileiros contra a etnia yanomami, que vive na região Amazónica. A denúncia foi feita a partir do depoimento de três indígenas que teriam sobrevivido ao ataque.

A ministra do Poder Popular para os Povos Indígenas, Nicia Maldonado, citada pela Agência Brasil, afirmou, no entanto, que após uma investigação não foram encontrados quaisquer indícios sobre o crime.

As investigações na Venezuela foram iniciadas na última sexta-feira após uma reunião entre autoridades brasileiras e venezuelanas em Brasília, convocada pela presidente da Fundação Nacional do Índio no Brasil (Funai).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG