Mundo

Venezuela e Bolívia oferecem asilo a Snowden

Venezuela e Bolívia oferecem asilo a Snowden

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou que o seu governo oferecerá "asilo humanitário" ao jovem espião norte-americano Edward Joseph Snowden, um antigo funcionário da CIA. A mesma oferta foi feita pelo presidente da Bolívia, Evo Morales.

"Eu, como Chefe de Estado e de Governo da República Bolivariana da Venezuela, decidi oferecer asilo humanitário ao jovem norte-americano Edward Snowden, para que na pátria de (Simón) Bolívar e de (Hugo) Chávez, possa vir viver (livre) da perseguição imperial norte-americana", disse.

O anúncio do presidente da Venezuela teve lugar no âmbito de um desfile militar, em Caracas, por ocasião das celebrações do 202º aniversário da assinatura da ata da independência, a 5 de julho de 1811.

"Eu anuncio aos governos amigos do mundo que decidimos oferecer esta figura do direito humanitário internacional para proteger este jovem Snowden da perseguição do mais poderoso império do mundo contra um jovem que o que fez foi dizer a verdade", disse Nicolás Maduro.

Ja o presidente da Bolívia disse este sábado que dará asilo a Edward Snowden se este o pedir, em protesto contra os países europeus que esta semana o impediram de atravessar o seu espaço aéreo.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG