Mundo

Venezuela fecha consulados em Aruba, Curaçao e Bonaire por questões de segurança

Venezuela fecha consulados em Aruba, Curaçao e Bonaire por questões de segurança

O ministro venezuelano de Relações Exteriores, Elías Jaua, anunciou, esta sexta-feira, que a Venezuela vai encerrar temporariamente, por questões de segurança, os consulados nas ilhas caribenhas de Aruba, Curaçao e Bonaire.

O anúncio do ministro teve lugar horas depois de o Ministério Público da Venezuela ser notificado de que um cidadão venezuelano tinha "cometido um delito" contra as instalações da representação consular em Aruba.

"Até que a Holanda não garanta a segurança, cumprindo com as obrigações de proteção e de salvaguarda, não se abrirão os consulados nessas ilhas", disse o ministro venezuelano, sublinhando que a medida tem como propósito proteger a vida e integridade dos diplomatas da Venezuela.

Elías Jaua atribuiu a autoria do atentado a um "fascista" que o Ministério Público da Venezuela está a solicitar a deportação, " para ser colocado à ordem da polícia venezuelana".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG