Venezuela

Governo de Maduro e oposição preparam diálogo

Governo de Maduro e oposição preparam diálogo

Representantes do Governo do presidente Nicolás Maduro e da aliança opositora Mesa de Unidade Democrática chegaram a Santo Domingo, na República Dominicana, para iniciar o processo de retoma do diálogo.

O encontro, que decorrerá durante dois dias, tem lugar depois de várias tentativas falhadas de diálogo.

O Governo espera chegar a um acordo para avançar com novas emissões de títulos de dívida e outras formas de financiamento.

As negociações vão decorrer num momento em que o Governo venezuelano é abalado por um escândalo de corrupção na empresa petrolífera estatal e a Venezuela passa por uma crise política e económica, que tem motivado apelos para a abertura de canais humanitários para alimentos e medicamentos, que o regime não aceita por questões de ideologia e de soberania nacional.

O ministro venezuelano de Comunicação e Informação Jorge Rodríguez preside a delegação do Governo, da qual faz parte ainda a presidente da Assembleia Constituinte, Delcy Rodríguez, o ministro venezuelano de Educação, Elías Jaua, e o ex-embaixador da Venezuela na Organização de Estados Americanos, Roy Chaderton.

Por seu lado, a delegação opositora é encabeçada pelo presidente do parlamento (onde a oposição detém a maioria), Júlio Borges, e conta, entre outros, com a presença do político luso-venezuelano Manuel Teixeira, descendente de madeirenses e militante do partido de esquerda Avançada Progressista da Venezuela.

PUB

Esta delegação é ainda composta por diversos deputados, empresários, economistas e representantes da sociedade civil.

Os trabalhos vão ser presididos pelo presidente da República Dominicana, Danilo Medina, pelo ministro dos Negócios Estrangeiros dominicano, Miguel Vargas, e pelo ex-chefe do Governo espanhol, José Luís Rodríguez Zapatero.

A reunião terá como observadores os ministros dos Negócios Estrangeiros do Chile, México, Paraguai, Bolívia, Nicarágua, San Vicent e Granadinas, estes últimos três a pedido do Governo venezuelano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG