O Jogo ao Vivo

Mundo

Venezuela vive crise constitucional

Venezuela vive crise constitucional

O Governo venezuelano confirmou, sexta-feira, que Hugo Chávez sofre de uma insuficiência respiratória, consequência de uma "severa infeção pulmonar". Nova Assembleia Nacional começa este sábado a funcionar.

Perante o agravamento do estado de saúde de Chávez, as autoridades venezuelanas preparam-se para o pior dos cenários. A maior parte dos ministros e o presidente da Assembleia Nacional, Diosdado Cabello, estiveram esta semana em Cuba, ao que tudo indica, para discutirem o modelo de transição do poder.

O atual mandato de Hugo Chávez, de 58 anos, termina na quinta-feira, dia para o qual está marcada a tomada de posse para o seu quarto mandato de seis anos. Se o presidente venezuelano não poder comparecer, poderá estar aberta uma crise constitucional (ler infografia).

Este sábado, começa a funcionar a nova Assembleia Nacional saída das eleições de 7 de outubro do ano passado, que deverá eleger o seu novo líder.

Alguns analistas consideram que Cabello, de 49 anos, será reeleito e que estará disposto a lutar pela sucessão de Chávez contra o vice-presidente Nicolás Maduro, ambos do mesmo partido político, o Partido Socialista Unido da Venezuela.

Sexta-feira, a porta-voz do Departamento de Estado americano, Victoria Nuland, confirmou a existência de contactos com o vice-presidente venezuelano, Nicolás Maduro, segundo o jornal "ABC".

Nuland justificou esta aproximação com a vontade de normalizar a relação entre os dois países. "Continuamos disponíveis para dialogar sobre vários assuntos de interesse mútuo, embora qualquer transição ou sucessão deva ser constitucional e decidida pelos venezuelanos", sublinhou. Maduro afirmou ontem que "só há uma transição", que "começou há pelo menos seis anos e foi decretada pelo presidente Chávez como comandante da revolução bolivariana". v

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG