Este ano, o prémio Nobel da Paz foi atribuído a um ativista bielorrusso e a duas organizações de direitos humanos. Manuel Molinos, diretor-adjunto do JN, analisa a decisão do Comité Nobel Norueguês que foi revelada esta sexta-feira, em Oslo.

60 segundos

Análise JN: Comité Nobel premeia opositores de Putin

Análise JN: Comité Nobel premeia opositores de Putin

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG