As forças russas retiraram mais de 260 soldados ucranianos feridos do complexo industrial da Azovstal, em Mariupol, esta segunda-feira, 53 dos quais em estado grave, que foram levados para Novoazovsk para receber assistência médica.

Ucrânia

As imagens da saída dos soldados ucranianos feridos da Azovstal

As imagens da saída dos soldados ucranianos feridos da Azovstal

O Batalhão Azov estava acantonado na siderurgia há 82 dias. Os primeiros militares ucranianos saíram do local em autocarros e em macas.

"Esperamos ser capazes de salvar a vida dos nossos homens", disse o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, num discurso durante esta madrugada. "A Ucrânia precisa de heróis vivos", acrescentou.

Os esforços para resgatar as tropas que ainda se encontram no labirinto de túneis de Azovstal continuam, não sendo certo o número de soldados que lá permanecem.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG