A subida do preço dos alimentos está a levar milhares de brasileiros, sobretudo os mais vulneráveis, a mudar a dieta para conseguirem sobreviver. Inflação tem obrigado a usar a criatividade para "comer bem".

Inflação

Brasileiros admitem mudar a dieta para sobreviver ao aumento do preço da comida

Brasileiros admitem mudar a dieta para sobreviver ao aumento do preço da comida

Comer carne vermelha é, por estes dias, um luxo no Brasil. Este produto alimentar tem sido constantemente excluído da dieta de milhares de brasileiros porque mais do que triplicou a inflação geral, com um aumento de 30,7% no período de um ano. De acordo com o instituto Datafolha, 85% dos brasileiros diminuíram o consumo de algum alimento no último ano e 67% optaram pela carne vermelha.

De acordo com dados oficiais, os preços ao consumidor dispararam 9,68% em 12 meses, até agosto, mas os alimentos subiram ainda mais, quase 14% no mesmo período. O desespero tem levado os brasileiros em protesto para a rua e a oposição culpa as políticas do presidente Jair Bolsonaro pela inflação galopante.

A desvalorização do real, o aumento de mais de 40% do preço dos combustíveis e a seca histórica que o país atravessa também podem ajudar a justificar a pressão extrema sobre os alimentos, que deverá manter-se pelo menos até 2023.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG