Nas últimas 24 horas, mais de 16 mil pessoas foram retiradas do Afeganistão em voos que saíram do aeroporto de Cabul. As forças internacionais trabalham em contrarrelógio para retirar o máximo de pessoas até 31 de agosto.

Afeganistão

Cabul: trabalhar em contrarrelógio até 31 de agosto

Cabul: trabalhar em contrarrelógio até 31 de agosto

Esta terça-feira, o Governo espanhol alertou que o prazo negociado com os talibãs não vai permitir retirar todas as pessoas do país.

"Há avalanches humanas e os talibãs estão também a tornar-se cada vez mais agressivos. Há tiroteios e uma situação de violência muito evidente", admitiu a ministra da Defesa espanhola, Margarita Robles, à rádio Cadena Ser.

Também o ministro dos Negócios Estrangeiros alemão, Heiko Maas, pediu mais diálogo com os talibãs para garantir o sucesso das operações de evacuação e convergiu na ideia de que o tempo planeado pelos Estados Unidos "não será suficiente" para retirar todos os que desejam sair.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG