As dez maiores favelas brasileiras uniram-se para fundar o G10 Favelas, um "banco solidário" para ajudar pequenos empreendedores e restante população a combater a fome, o desemprego e a miséria que a pandemia agravou.

G10 Favelas

O "banco solidário" para ajudar a combater a miséria no Brasil

O "banco solidário" para ajudar a combater a miséria no Brasil

"Estou a passar por muita necessidade. Por exemplo, agora se eu quisesse um real para comprar um pão, não teria", desabafa Naldo Matos, morador da favela Paraisópolis, na zona sul de São Paulo. Naldo é apenas um caso de milhares. Junta-se à enorme fila de pessoas que espera pelas refeições gratuitas. É assim que consegue passar os dias.

Nos últimos 10 meses, a favela contou com cerca de oito mil doações para manter o sistema de distribuição de refeições, cestas, kits de higiene e acompanhamento de saúde para a população de mais de 100 mil habitantes.

Com as doações estagnadas, as dez maiores favelas reavivaram um projeto antigo chamado "G10 Favelas" para suprir as necessidades agravadas pela pandemia. O objetivo do banco é conceder empréstimos aos empreendedores e com os lucros manter a estrutura de assistência social criada na comunidade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG