O Jogo ao Vivo

O "Académico Lomonosov", a primeira central nuclear flutuante russa, começou a viagem de cinco mil quilómetros pelo Ártico. A organização ambientalista Greenpeace teme um desastre e chama-lhe "Chernobyl flutuante".

Navio

Rússia já tem central nuclear flutuante a viajar pelo Ártico

Rússia já tem central nuclear flutuante a viajar pelo Ártico

A Rosatom, agência nuclear russa, garante que o navio não afunda, seja qual for a circunstância.

Os dois reatores a bordo têm capacidade para fornecer energia a uma cidade de 100 mil habitantes.