Foi assistente pessoal de Nelson Mandela durante 19 anos, acompanhando-o um pouco por todo o mundo. Zelda La Grange esteve no Nelson Mandela Music Tribute, em Matosinhos, como embaixadora e conversou com o JN.

África do Sul

Zelda La Grange: "Temos de enfrentar os efeitos psicológicos do apartheid"

Zelda La Grange: "Temos de enfrentar os efeitos psicológicos do apartheid"

Zelda La Grange tinha 23 anos quando entrou pela primeira vez no gabinete da presidência. Estávamos em 1994 e Nelson Mandela tinha acabado de chegar ao cargo de presidente da África do Sul, o primeiro eleito democraticamente. O líder histórico falou para a jovem em africâner , a língua usada pelos opressores do regime do apartheid, ou seja, pelos brancos.

A partir desse momento foi criada uma relação profissional e de amizade de 19 anos entre ambos, que só terminou no dia da morte de Nelson Mandela em dezembro de 2013.