O ex-presidente brasileiro Lula da Silva diz que reza para não acontecer um "genocídio" no país devido à oposição de Jair Bolsonaro ao confinamento e acusa-o de atentar contra a democracia e as instituições.

Brasil

Lula da Silva reza para não haver um "genocídio" causado por Bolsonaro

Lula da Silva reza para não haver um "genocídio" causado por Bolsonaro

"O Governo transforma as pessoas que estão preocupadas com o vírus em inimigos", lamentou.

"Sou católico e fico rezando para que o povo brasileiro escape deste genocídio de irresponsabilidade causado por Bolsonaro", declarou o fundador do Partido dos Trabalhadores, em entrevista à Agência France-Presse.

Para Lula, Bolsonaro "ameaça a democracia, as instituições, o povo brasileiro" e "nem sequer respeita as pessoas que morreram" ou que estão infetadas com o coronavírus.

O Brasil regista mais de 14 mil mortes e 206 mil casos de covid-19.