Milhares de pessoas, um pouco por toda a França, saíram este domingo à rua pela liberdade e contra o horror numa homenagem ao professor decapitado na sexta-feira, por mostrar aos alunos caricaturas de Maomé.

Terrorismo

Milhares de franceses homenageiam professor assassinado em Paris

Milhares de franceses homenageiam professor assassinado em Paris

Na tarde de sexta-feira, Samuel Paty, um pai de família de 47 anos, foi decapitado perto do colégio onde ensinava História e Geografia, numa área tranquila de Conflans-Sainte-Honorine, nos subúrbios a oeste de Paris. O seu agressor, Abdoullakh Abouyezidovich, refugiado russo de 18 anos de origem chechena, foi baleado nove vezes pela Polícia.

Outras Notícias