Em Cuba, o jantar de dia 31 de dezembro é marcado pela habitual carne de porco cozida. No entanto, este ano nem todos vão poder usufruir da tradição, já que a inflação de 70% retirou o poder de compra à maioria da população.

Réveillon

Na noite da passagem de ano nem todos os cubanos vão poder jantar o tradicional leitão

Na noite da passagem de ano nem todos os cubanos vão poder jantar o tradicional leitão

Omar Everleny Pérez, economista cubano, revelou à AFP que a situação vivida, atualmente, no país é o reflexo da má gestão da reforma monetária aplicada pelo governo no início do ano, que implicou um aumento de 450% nos salários, mas também na subida dos preços.

Este processo não decorreu de forma proporcional e por esse motivo Omar assume que "aos poucos, o país tornou-se numa sociedade mais desigual". Recorde-se que Cuba encerra um ano difícil marcado pelas manifestações anti-regime de 11 de julho, em mais de 50 cidades.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG