O Papa Francisco rejeita uma "guerra de religiões" mas afirma que o mundo está em guerra, ao comentar o assassinato do padre francês, no ataque reivindicado pelo Estado Islâmico.

Polónia

"O mundo está em guerra", afirma Papa Francisco

"O mundo está em guerra", afirma Papa Francisco

De visita à Polónia, para participar na celebração do Dia Mundial da Juventude, o Papa Francisco afirmou que o "mundo está em guerra" e que os cristãos não devem ter medo de afirmar essa realidade.

O líder da Igreja Católica diz que o assassinato do padre Jacques Hamel, "no momento em que rezava por toda a Igreja" é um dos factos que comprovam que o mundo "está em guerra, porque perdeu a paz".

O Papa referiu ainda os ataques na Nigéria como prova de um combate à escala global, depois de relembrar as datas das duas grandes guerras mundiais.

O Papa Francisco acrescentou ainda que o padre francês é apenas uma vítima e questionou: "Quantos cristãos? Quantos inocentes? Quantas crianças?".

As declarações foram feitas a bordo do avião que o levou até Cracóvia. Francisco vai estar na Polónia nos próximos cinco dias, naquela que é a sua primeira visita ao país.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG