Os militares estabeleceram um perímetro de segurança junto ao Palácio do Governo da Guiné-Bissau depois de se ouvirem vários tiros, durante a tarde desta terça-feira.

Tensão

Palácio do Governo da Guiné-Bissau cercado por militares depois de tiroteio

Palácio do Governo da Guiné-Bissau cercado por militares depois de tiroteio

O incidente ocorreu durante um Conselho de Ministros onde se encontrava o Presidente da República, Umaro Sissoco Embaló e o primeiro-ministro, Nuno Nabiam.

O cerco foi colocado para impedir a circulação de veículos e o acesso de população à zona do palácio.

Suspeita-se que um Golpe de Estado possa estar em curso, uma vez que no Palácio da Justiça também se encontram vários militares e elementos das forças de segurança.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG