Esta quarta-feira, o presidente francês, Emmanuel Macron, foi alvo de protestos em vários países muçulmanos por ter defendido o direito à sátira religiosa, a propósito das caricaturas de Maomé da revista Charlie Hebdo.

Caricaturas de Maomé

Protestos contra Emmanuel Macron multiplicam-se no mundo muçulmano

Protestos contra Emmanuel Macron multiplicam-se no mundo muçulmano

Outras Notícias