Turismo

Vila submersa há décadas emerge de lago italiano

Vila submersa há décadas emerge de lago italiano

Obras de reparação num reservatório em Itália revelaram os restos de uma vila perdida que estava submersa há décadas.

O Lago Renschen, um lago artificial no norte de Itália, é conhecido pela torre de uma antiga igreja que emerge das suas águas geladas. A icónica cena já inspirou um livro e a série da Netflix "Curon".

No entanto, com o lago temporariamente drenado, os habitantes locais conseguiram ver os vestígios de Curon, uma vila que já foi o lar de centenas de pessoas antes de ser inundada para ser criada uma central hidroelétrica em 1950.

Fotografias partilhadas nas redes sociais mostram degraus, porões e paredes no que normalmente seria o leito do lago, perto da torre da igreja mais reconhecível do século XIV.

Curon perdeu-se nas águas em 1950, quando as autoridades decidiram construir uma barragem e fundir dois lagos próximos, apesar das objeções dos locais, de acordo com a "BBC".

Mais de 160 casas ficaram submersas e a população foi realocada, embora alguns tenham decidido permanecer na nova aldeia criada nas proximidades.

Hoje em dia, o lago, que se localiza no Tirol do Sul, a região alpina que faz fronteira com a Áustria e a Suíça, é popular entre os caminhantes no verão. No inverno, os visitantes podem caminhar pela superfície congelada para chegar à torre.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG