Eleições

Von der Leyen pede à UE que adote sanções contra a Bielorrússia

Von der Leyen pede à UE que adote sanções contra a Bielorrússia

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, apelou, esta sexta-feira, ao Conselho da União Europeia (UE) que adote sanções à Bielorrússia por violação de valores democráticos e direitos humanos.

"Precisamos de sanções adicionais contra aqueles que violaram valores democráticos ou abusaram de direitos humanos na Bielorrússia", escreveu Von der Leyen, na rede social Twitter.

"Estou confiante de que a reunião de hoje dos ministros dos Negócios Estrangeiros da UE demonstre o nosso forte apoio ao direito das pessoas na Bielorrússia às liberdades fundamentais e à democracia", acrescentou.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da UE realizam hoje uma reunião extraordinária, por videoconferência, na qual discutirão a estratégia comum de resposta à repressão violenta das manifestações na Bielorrússia após as eleições presidenciais de domingo, que deram uma nova vitória a Alexander Lukashenko.

A reunião foi convocada pelo chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, face ao agravamento da repressão pelo regime de Lukashenko das muitas manifestações que têm ocorrido um pouco por todo o país ao longo da semana a contestar os resultados eleitorais, que já levou a milhares de detenções e a pelo menos duas vítimas mortais.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG