Cumbre Vieja

Vulcão em La Palma sobe de categoria no índice de explosividade

Vulcão em La Palma sobe de categoria no índice de explosividade

O vulcão Cumbre Vieja, na ilha de La Palma, subiu de categoria no seu índice de explosividade, após ultrapassar a emissão de 10 milhões de metros cúbicos de material piroclástico desde que entrou em erupção há 61 dias.

O comité científico do Plano de Emergência Vulcânica das Ilhas Canárias (Pevolca) aumentou a categoria de 2 para 3 numa escala de 8, sendo a escala calculada pela quantidade de material piroclástico emitido. A alteração foi pela quantidade de material piroclástico emitido e não por quaisquer mudanças no mecanismo eruptivo ou explosividade, explicou a porta-voz do comité científico, Carmen López.

PUB

Nas últimas horas, as três frentes de fluxo de lava ainda estão ativas, embora a única área onde a lava ocupa novo terreno seja entre os fluxos de lava 4 e 7, onde avançou 130 metros, afetando principalmente culturas agrícolas, segundo o porta-voz do comité técnico do Pevolca, Rubén Fernández.

A alteração de categoria ocorre num dia em que o aeroporto de La Palma se encontra inoperacional devido à acumulação de cinzas do vulcão Cumbre Vieja, segundo a operadora aeroportuária AENA, embora os restantes aeroportos das ilhas Canárias permaneçam abertos.

Este encerramento do aeroporto coincide com uma deterioração da qualidade do ar na zona sul de Las Manchas, o que levou ao encerramento da estrada de acesso a Fuencaliente, de acordo com o Cabildo de La Palma.

A erupção do vulcão Cumbre Vieja já causou a devastação de 866,1 hectares e a destruição de mais de 2000 edifícios na ilha.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG