Covid-19

Youtuber Filipe Neto não quer Trump na Casa Branca, mas diz que "Bolsonaro é pior"

Youtuber Filipe Neto não quer Trump na Casa Branca, mas diz que "Bolsonaro é pior"

Felipe Neto, um dos maiores youtubers brasileiros, argumentou ao "New York Times" porque considera a gestão do Presidente do seu país, Jair Bolsonaro, pior do que a do homólogo norte-americano, Donald Trump, face à covid-19.

Num vídeo de opinião em inglês divulgado pelo jornal norte-americano, Felipe Neto, que tem cerca de 38,8 milhões de subscritores no YouTube, comparou a atuação de Trump à de Bolsonaro durante a atual pandemia causada pelo novo coronavírus, e explicou porque é que acredita que o título de "pior líder de Estado no mundo democrático" deve ser entregue ao brasileiro.

"Os americanos gostam de se gabar de ser o líder mundial em tudo. E desde o surto da covid-19, vocês lideram as mortes. Isso se deve em parte ao Presidente Donald Trump, que muitos de vocês afirmam ser o pior chefe de Estado do mundo democrático hoje. Bem, estou prestes a mostrar que os 200 milhões de pessoas aqui no Brasil venceram-vos. No momento, somos apenas o segundo em mortes, mas tenho certeza de que nosso líder, Jair Bolsonaro, é o pior presidente", disse Neto.

Além de mencionar declarações homofóbicas e preconceituosas proferidas por Bolsonaro ao longo da sua carreira política, com cerca de 30 anos, o youtuber evidenciou ainda atitudes mais recentes, como o passeio de jet ski realizado pelo Presidente num momento em que o Brasil batia o recorde de mortos pela covid-19, a sua apologia ao uso do fármaco cloroquina no combate à pandemia, ou a sua participação em atos antidemocráticos.

Neto, que além de youtuber é também empresário, ator e escritor, citou ainda os episódios de demissão dos ex-ministros da Saúde Henrique Mandetta e Nelson Teich por seguirem as recomendações de isolamento social, reforçando que é um militar que ocupa atualmente essa tutela.

"Não sou coveiro", "a morte é o destino de todo mundo", "sou homofóbico com orgulho", são algumas das declarações de Bolsonaro usadas ao longo do vídeo, e comparadas com as posições de Donald Trump, de quem o chefe de Estado brasileiro é um confesso admirador.

Felipe Neto, que tem ascendência portuguesa, indicou que a amizade entre Bolsonaro e Trump é crucial para que o chefe de Estado brasileiro mantenha a sua popularidade.

A partir dessa premissa, o youtuber conclui o vídeo com um apelo aos norte-americanos: "Se você se está a perguntar o que pode fazer para ajudar o Brasil a lidar com o nosso lunático, não reeleja o seu. Em novembro, vote para manter Trump fora da Casa Branca".

Os Estados Unidos da América são o país com mais mortos (136466) e mais casos de infeção confirmados (mais de 3,43 milhões) pelo novo coronavírus.

O Brasil, que se encontra na segunda posição, totaliza 74133 óbitos e 1926824 pessoas diagnosticadas com a covid-19.

Outras Notícias