Polémica

Youtubers ganharam dinheiro durante anos com bebé autista e depois abandonaram-no

Youtubers ganharam dinheiro durante anos com bebé autista e depois abandonaram-no

Um casal de youtubers norte-americano adotou uma criança chinesa. Após ganhar dinheiro com o menino, entregou-o a outra família para adoção quando não conseguiu "lidar com as suas necessidades especiais".

Myka Stauffer tem mais de 700 mil seguidores no YouTube. Foi lá que publicou muitos vídeos a dar conta da vida familiar, incluindo as vivências com o pequeno Huxley, um bebé chinês adotado.

Myka e o marido, James, vivem no Ohio e ganharam dinheiro com as publicações que faziam sobre o bebé, em que contavam a história do processo de adoção internacional e todos os desafios que enfrentavam como família no dia a dia.

Só que esta semana foi revelado que os dois decidiram entregar a criança a outra família, por não conseguirem dar resposta às suas necessidades especiais, após três anos com o menino. Justificaram-no dizendo que parte da situação clínica do bebé tinha sido ocultada.

"Nos processos internacionais há coisas que não são transparentes", explicou James num vídeo em que Myka aparece em lágrimas a agradecer o apoio de alguns seguidores e a contar os comentários negativos que tem recebido.

Numa carta escrita a uma revista em 2019, a mulher contava todo o processo de adoção, os progressos feitos por Huxley e onde expressava a gratidão e felicidade por saber que estava a dar à criança "um futuro que de outra forma nunca poderia ter".

O casal tem quatro filhos biológicos e está a ser criticado por entregar a criança a outra família depois de receber dinheiro após acordos e patrocínios por expor a família online.

"Nós amamos o Huxley com todo o coração e sempre o amaremos", escreveram na legenda do vídeo.