Solidariedade

Marcelo quer saber se novo Governo quer continuar a ajudar os sem-abrigo

Marcelo quer saber se novo Governo quer continuar a ajudar os sem-abrigo

O Presidente da República quer perceber se o novo Governo, com uma nova equipa na Segurança Social, tenciona ou não prosseguir a ação iniciada pelo anterior executivo face às pessoas em situação de sem-abrigo.

"Este é o momento de o novo Governo decidir se quer, sim ou não, levar por diante aquilo que começou no Governo anterior. Neste momento há novos problemas, há novos desafios, há novas situações", declarou Marcelo Rebelo de Sousa aos jornalistas, no Palácio de Belém, em Lisboa.

O chefe de Estado adiantou que esta terça-feira à noite irá fazer "o balanço da situação em Lisboa" nesta matéria, acompanhado pela nova ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, presença que apontou como "um bom sinal".

"É importante reconhecer, é um bom sinal que a senhora ministra esteja hoje à noite e esteja empenhada. Agora também é preciso perceber exatamente o que se vai fazer, porque o tempo começa a ser curto", acrescentou.

Marcelo Rebelo de Sousa considerou que "de alguma maneira cada vez que muda o responsável isso significa um recomeço de caminho" e assinalou que, além de "uma nova ministra", há também "uma nova secretária de Estado" da Ação Social, Rita da Cunha Mendes, no novo Governo chefiado por António Costa.

No seu entender, "isso significa, para quem chega, um mundo novo".

"Mudaram os responsáveis, as associações vão precisar de mais apoio. E, portanto, eu tenho de perceber - quando digo eu, os portugueses têm de perceber - se é para levar por diante aquilo que começou, ou se não é", reforçou o Presidente da República, concluindo: "E eu espero que seja".