Europa

Cem novas drogas detetadas em 2015

Cem novas drogas detetadas em 2015

A proliferação de novas substâncias psicoativas continua nos países europeus. No último ano, foram detetadas cem novas drogas e estão a ser monitorizadas mais de 560.

São vendidas como drogas legais na internet, aparecem cada vez mais mascaradas, por vezes, sob o rótulo enganador de comprimidos de dieta.

"Não há sinais de abrandamento no desenvolvimento de novas substâncias", sublinha o relatório "Mercado da Droga na EU 2016", divulgado, esta terça-feira, pelo Observatório Europeu. "Trata-se de um negócio atrativo e rentável para o crime organizado e há sinais de produção também na Europa".

Mais de 380 substâncias, o equivalente a 70%, foram descobertas nos últimos cinco anos e este mercado tem a característica especial que estar sempre a escapar às autoridades. Assim que detetadas, os produtores introduzem algumas ligeiras diferenças, muitas vezes recorrendo a laboratórios domésticos. Outra preocupação reside no facto de estas estarem cada vez mais potentes.

Outro aliado de peso para este negócio é a internet. Uma grande parte do negócio faz-se através da China. Os produtos são comprados online e chegam depois aos países europeus recorrendo ao serviço de companhias de correio, o que permite a sua chegada até à porta do cliente.

No que toca a Portugal, o relatório menciona que o mercado da cannabis faz-se sobretudo hoje em dia no interior de casa, ou na casa de alguém, através de um vendedor. O documento dedica ainda atenção à descoberta de laboratórios caseiros onde se adulterou cocaína no nosso país.