Violência doméstica

18 carvalhos em homenagem às mulheres assassinadas

18 carvalhos em homenagem às mulheres assassinadas

A União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR) organizou, esta quarta-feira, no Porto, uma homenagem às vítimas de violência doméstica em Portugal. Dezoito carvalhos, um por cada mulher assassinada este ano em contexto de violência doméstica, vão ser plantados em São Pedro do Sul.

A homenagem, que se insere no âmbito dos 16 dias de ativismo pela eliminação da violência contra as mulheres, tem também um propósito solidário - as árvores, que permanecerão na Praça da Liberdade durante o dia desta quarta-feira, serão depois plantadas, no momento adequado, no concelho de São Pedro do Sul, em Viseu, um dos mais afetados pelos incêndios deste ano, como explicou ao JN Vanessa Ribeiro, psicóloga e técnica de apoio à vítima no centro de acolhimento P'ra Ti.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG