Ataques

40% dos lobos foram mortos por tiro, veneno e armadilhas

40% dos lobos foram mortos por tiro, veneno e armadilhas

Governo quer que criadores protejam gado e reduz valor da indemnização a quem tiver mais ataques.

O homem é a maior ameaça ao lobo-ibérico. Em 17 anos, as autoridades encontraram 112 destes animais sem vida e 70% das mortes foram por ação humana. Quase metade foi intencional através de tiro, armadilhas e veneno. As restantes por atropelamento. A coexistência é difícil. Os ataques do lobo levam cabeças de gado e ferem a sobrevivência, sobretudo, dos pequenos criadores. Alterar hábitos são as palavras de ordem do Governo, até porque o cálculo das indemnizações mudou. Quem somar mais ataques, receberá cada vez menos.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG