O Jogo ao Vivo

Covid-19

Primeiro stock de 9750 vacinas administradas até amanhã

Primeiro stock de 9750 vacinas administradas até amanhã

A vacina contra a covid-19 foi administrada a 4828 profissionais de saúde de cinco centros hospitalares só no primeiro dia. Até terça-feira deverão ser dadas todas as 9750 vacinas que chegaram a 26 de dezembro. Esta segunda-feira, Portugal recebeu a segunda remessa com mais de 70 mil doses.

Um dia depois das primeiras doses terem sido administradas, a ministra da Saúde, Marta Temido, visitou esta segunda-feira os hospitais Curry Cabral (Centro Hospitalar de Lisboa Central) e o de Santa Maria (Centro Hospitalar de Lisboa Norte) para acompanhar o processo de vacinação, tal como fez domingo no Porto (hospitais S. João e Santo António) e em Coimbra.

Os números de domingo, ao final do dia, do sistema eVacinas indicavam que já tinham sido administradas 4.828 doses aos profissionais de saúde, adiantou a governante aos jornalistas. Nenhuma das inoculações provocou efeitos secundários graves, referiu.

Antes, Marta Temido tinha já confirmado a chegada a Portugal do segundo lote de vacinas da Pfizer-BioNTech previstos até ao final do ano. São 70.200 doses, que serão distribuídas por outros hospitais e agrupamentos de centros de saúde.

"Com exceção de alguns hospitais especializados que não receberam doentes covid e que não têm nesta fase critérios de elegibilidade", explicou a ministra. Questionada sobre os profissionais de saúde que trabalham fora do Serviço Nacional de Saúde (SNS), Marta Temido garantiu que estão abrangidos independentemente da sua entidade empregadora

"Iremos num outro momento fazer a coleta da informação de profissionais elegíveis noutros setores e o encaminhamento das doses", explicou adiantando que tal acontecerá ainda durante a primeira etapa da vacinação que decorrerá até final de março. No entanto, a ministra lembrou que muitos dos profissionais acumulam funções no SNS com outros setores e que por isso vão receber a vacina mais cedo.

Sobre a vacinação nos lares de idosos, a ministra voltou a afirmar que o processo se iniciará com as doses previstas para janeiro. Em quatro semanas vão chegar 79.950 doses de cada vez. Mas ficarão de fora as instituições onde existam surtos ativos por questões de segurança.

PUB

Dar o exemplo

"É um dia muito importante para nós. É o primeiro passo naquele que pensamos ser o caminho para a recuperação de uma pandemia que tem afetado a nossa vida sob todos os aspetos ", frisou Fernando Maltez, diretor do serviço de infecciologia e um dos três profissionais vacinados na presença da ministra no Curry Cabral (um médico, uma enfermeira e uma assistente operacional).

O especialista, que tem trabalhado diretamente no combate à pandemia, lembrou porém que é preciso ter entre 60% a 70% da população imunizada para se voltar a uma "vida normal" e que a vacina é para já o único caminho para o alcançar. O médico apelou ainda a que se mantenham as regras de segurança, como o uso de máscara e o distanciamento social.

Ao JN, o médico considerou que a opção pelos profissionais de saúde para serem os primeiros a receber a vacina tem a ver com a necessidade de serem estes a dar o exemplo.

Opinião partilhada pela enfermeira Marisa Chaínho: "Acabei de ser vacinada, para nós é um marco importante", disse, acrescentando que se a população confia nos profissionais de saúde para os tratarem quando têm covid-19 também devem confiar nestes quando são vacinados para dar o exemplo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG