Última Hora

A aula de Marcelo que foi um abraço a professores, alunos, pais e avós

A aula de Marcelo que foi um abraço a professores, alunos, pais e avós

Marcelo Rebelo de Sousa falou sobre a pandemia que afeta o país e o Mundo. Em direto na RTP Memória, o presidente da República regressou aos tempos de professor para um abraço a professores, alunos, pais e avós.

"Boa tarde, chamo-me Marcelo Rebelo de Sousa, sou professor, de alunos mais velhos que vocês, dei milhares de aulas ao longo da minha vida, mas hoje venho matar saudades e homenagear e agradecer a esta equipa como professor e presidente da República", disse Marcelo Rebelo de Sousa no início da aula que deu, esta segunda-feira, na nova "tele-escola".

Sob o tema "lições da pandemia", Marcelo Rebelo de Sousa disse que, com esta aula, "queria abraçar os professores, que tanto trabalharam para porem de pé estas alas, os pais, os avós, que nunca estudaram tanto na vida, pelo menos nos últimos tempos, depois vocês, que tiveram semanas e meses completamente diferentes", disse Marcelo Rebelo de Sousa.

"Estamos a viver a pandemia, vamos viver a pandemia durante um tempo", acrescentou o presidente da República e professor, dividindo a aula em vária lições, enumeradas e tabeladas num estilo conhecido do grande público dos tempos em que era comentador televisivo.

Marcelo Rebelo de Sousa agradeceu, ainda, ao Ministério da Educação, à RTP, à Gulbenkian e "a todos os que permitiram este projeto, sensacional, e um grande serviço ao país".

O presidente da República começou por explicar o que é uma pandemia e, salientando que "ataca todos", sublinhou "que afeta sobretudo os mais pobres."

Marcelo disse que uma das lições que aprendeu com a pandemia "foi a dar mais valor às pequenas coisas", especialmente durante o confinamento. "Fiz quilómetros no palácio de Belém, fiquei a conhecer o palácio de uma ponta à outra", acrescentou Marcelo Rebelo de Sousa.

PUB

O presidente da República falou diretamente aos alunos e, naqueles que mais sofreram com o confinamento e pandemia, deixou uma mensagem de esperança.

"Não se esqueçam que tiveram a aula mais importante da vossa vida: viver o que viveram, que é de repente haver uma pandemia que pára o Mundo", disse Marcelo Rebelo de Sousa. "É uma experiência única e a vossa vida vai ser marcada por ela", acrescentou, assumindo-se como "beijoqueiro" e explicando as origens dessa forma de ser e de estar na vida, que marcou a presidência da República, se deve à mãe, que era orfã.

"Desde cedo que criámos essa forma de estar em família, de dar carinho uns aos outros", explicou Marcelo Rebelo de Sousa, revelando um episódio, com o filho, que vivi em São Paulo, epicentro da pandemia no Brasil e no Mundo, neste momento, e que o visitou em Portugal.

"Ainda bem que não havia câmaras a filmar", disse Marcelo Rebelo de Sousa. "No momento de se despedir, o meu filho não resistiu e abraçou-me e beijou-me", disse o presidente da República, sublinhando que o episódio aconteceu após 15 dias de presença do filho em Portugal, o que excede os 14 dias de incubação do vírus.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG