Ana Mendes Godinho

A mulher que brilhou no Turismo vai tomar conta da Segurança Social

A mulher que brilhou no Turismo vai tomar conta da Segurança Social

Ana Mendes Godinho é a nova ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. Sai da secretaria de Estado do Turismo onde deu provas de boa governação e recolheu louros dos recordes e sucede a um dos pesos pesados do PS que se decidiu reformar da política.

A escolha de António Costa para ocupar o lugar deixado vago por Vieira da Silva recaiu em Ana Mendes Godinho, atual secretária de Estado do Turismo. A nova ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social foi vice-presidente do Turismo de Portugal e ocupou vários cargos nesta área, o que deverá ter ajudado no trabalho governamental.

Entre os projetos que desenvolveu destaca-se o "Valorizar" destinado à promoção dos projetos turísticos no interior. A abertura do mapa turístico de Portugal foi uma das suas prioridades. O bom desempenho - que já vinha do anterior Governo - levou a que tivesse sido admitido que Costa decidisse criar um ministério do Turismo, o que não veio a acontecer. Nas legislativas, Ana Mendes Godinho encabeçou a lista do PS pela Guarda.

Depois de, em maio de 2018, Costa a ter escolhido para integrar o Secretariado Nacional do PS (órgão que dirige o partido), o primeiro-ministro deposita agora em Ana Mendes Godinho a responsabilidade de gerir uma área complexa na qual não tem experiência política. Tudo o que se sabe nesta matéria é que desempenhou funções na Autoridade para as Condições de Trabalho e tem uma pós-graduação em Direito do trabalho

Nasceu em Lisboa, em 1972. Viveu em África nos primeiros anos de vida e também passou um ano em Itália quando era criança. No plano pessoal, Ana Mendes Godinho assume-se como sendo de esquerda e católica. Tem três filhos, gosta de cantar para a família e adora dançar. A preocupação com crianças sem família levou-a a ser cofundadora de uma associação que apoia menores institucionalizados.