O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Abastecimento por autotanque dispara e está a custar milhares às câmaras

Abastecimento por autotanque dispara e está a custar milhares às câmaras

Na segunda metade de outubro, vários municípios continuam a ter de levar água às populações. Só em agosto, foram realizadas 2346 operações, que é o valor mais elevado desde 2017. Em Bragança, despesa subiu em 36 mil euros.

O recurso a autotanques dos bombeiros para abastecimento de água às populações disparou e está a custar milhares de euros aos municípios mais afetados pela seca. Neste momento, na segunda metade de outubro, várias câmaras dos distritos de Bragança, de Viseu e de Vila Real continuam a ter de levar, todas as semanas, água às populações, algo que não é habitual nesta época do ano. É o que ainda está a acontecer em Chaves, Carrazeda de Ansiães, Mogadouro, Macedo de Cavaleiros, Mirandela, Vimioso, São Pedro do Sul, Tabuaço, Tarouca, Mangualde e Vouzela.

Os dados mais recentes, a que o JN teve acesso, mostram que, só em agosto, foram realizadas 2346 operações. Num crescimento de 140% face à média de igual período de anos anteriores, no valor mais elevado desde 2017, pelo menos. Com impactos diretos nos orçamentos das autarquias, ascendendo a despesa a dezenas de milhares de euros. Num ano nunca visto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG