Mau tempo

Agasalhe-se. Fim de semana será de frio, chuva e neve

Agasalhe-se. Fim de semana será de frio, chuva e neve

O frio chegou em força e vai continuar este fim de semana, assim como a chuva e a neve. Só no domingo haverá uma ligeira subida das temperaturas em Portugal continental.

Segundo as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), haverá uma "pequena descida da temperatura" mínima esta sexta-feira e no sábado, em todo o país.

A previsão para esta sexta-feira é de "aguaceiros, em especial no litoral Norte e Centro", com "períodos de céu muito nublado, diminuindo de nebulosidade a partir do meio da tarde". Há possibilidade de "neve acima de 800/1000 metros" nessas regiões.

No sábado, haverá "períodos de chuva no Minho e Douro Litoral a partir da tarde, estendendo-se gradualmente às restantes regiões Norte e Centro", e "agitação marítima forte na costa ocidental até ao início da manhã". Prevê-se ainda "queda de neve no final da tarde no sistema montanhoso Peneda-Gerês, acima de 1000 metros, e nos pontos mais altos da Serra da Estrela no final do dia", informa o IPMA.

Há uma "pequena descida da temperatura mínima" (desce para um grau negativo) em todo o país e "possibilidade de formação de gelo ou geada".

Guarda será o distrito mais frio, seguido de Viseu, com os termómetros a apontar os zero graus. Em Bragança e Vila Real, as temperaturas mínimas não vão ultrapassar -1ºC.

Já no domingo, o céu estará "geralmente muito nublado, com boas abertas nas regiões Norte e Centro gradualmente a partir do meio da tarde". Haverá períodos de chuva mais frequentes até ao final da manhã, com "aguaceiros fracos nas regiões Norte e Centro" e "neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela". O IPMA prevê também a "subida da temperatura mínima" e uma "pequena subida da temperatura máxima".

Proteção Civil alerta para cheias e quedas de árvores

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil alertou na quinta-feira para a possibilidade de lençóis de água e de gelo nas estradas, cheias rápidas e queda de árvores, devido ao mau tempo, nas próximas 48 horas em Portugal continental.

O piso rodoviário pode tornar-se escorregadio, formando lençóis de água e gelo e que até à madrugada de sexta-feira, poderá haver cheias rápidas nos centros urbanos, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem.

A ANEPC alerta ainda para a possibilidade de danos em estruturas, dificuldades de drenagem, quedas de ramos e árvores por causa do vento forte.

Outras Notícias