Exclusivo

Agendar casamentos e divórcios online não garante vaga nos registos

Agendar casamentos e divórcios online não garante vaga nos registos

Quando um portal do Governo diz que "o seu agendamento já se encontra confirmado", à partida basta ir ao local no dia e hora marcados. Mas não é assim com as marcações de casamentos e divórcios da plataforma digital da justiça.

Há utentes que se têm queixado que os agendamentos online de casamentos e divórcios não são comunicados às conservatórias. O sindicato fala em "engodo" do Governo que, por sua vez, diz que não há falhas.

O caso revelado esta semana pelo comunista Rui Sá num artigo de opinião no JN dá conta de um casal que agendou o divórcio online, recebeu o e-mail de confirmação e foi à conservatória do Porto na data agendada. Mas, quando lá chegou, não havia marcação e o funcionário informou-o de que a plataforma virtual não comunicava com as conservatórias e espaços de registos. "Foi extremamente chato", afirma o colunista, ao JN. A situação repetiu-se pelo menos mais duas vezes, de acordo com queixas a que o JN teve acesso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG