Meteorologia

Ainda não é outono: sol volta a espreitar no último fim de semana de verão

Ainda não é outono: sol volta a espreitar no último fim de semana de verão

A chuva assustou, mas ainda não veio para ficar. No fim de semana, o sol vai espreitar - mais nalguns sítios no que outros - e as temperaturas vão voltar a subir, quase como uma despedida do verão.

Na sexta-feira, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê, em Portugal continental, períodos de céu nublado e ainda a possibilidade de aguaceiros, mas a temperatura máxima vai subir, "em especial nas regiões Norte e Centro", lê-se no site do IPMA. A partir de sábado, o céu estará pouco nublado e haverá uma subida da temperatura. O IPMA prevê ainda "vento fraco a moderado (até 30 km/h) do quadrante leste, rodando para noroeste no litoral oeste durante a tarde, soprando por vezes forte (até 40 km/h) nas terras altas das regiões Norte e Centro até ao final da manhã".

PUB

No fim de semana, a generalidade do território vai atingir valores entre os 23 e 32 graus Celsius. Os valores mais elevados vão registar-se em Évora (32ºC), Beja e Santarém (30ºC). Por sua vez, algumas regiões vão atingir valores inferiores. Guarda, por exemplo, terá uma temperatura máxima de 23ªC. Já Bragança e Vila Real chegarão aos 25ºC. A capital portuguesa vai ver temperaturas entre os 18ºC e os 29ºC, enquanto, a Norte, o Porto oscilará entre os 17ºC e os 28ºC.

Patrícia Gomes, meteorologista no IPMA, explicou ao JN que a evolução do estado do tempo no fim de semana deve-se, em parte, à "perda de influência" da tempestade Danielle, acompanhada pela chegada de uma massa de ar quente e seco. As temperaturas elevadas, porém, vão ter vida curta. Depois do fim de semana, as temperaturas máximas vão sofrer uma "descida ligeira" e poderá haver aguaceiros, precipitação localizada e trovoada, principalmente no Interior do país, naquilo que é um estado de tempo "mais normal para esta altura do ano", acrescentou a especialista.

A partir de terça-feira, dia 20, três dias antes do início oficial do outono no hemisfério norte, prevê-se que não haja nenhuma região cujas temperaturas máximas sejam iguais ou superiores a 30ºC.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG