Exclusivo

Aldeia cercada pelo fogo defende-se com "exército" da casa

Aldeia cercada pelo fogo defende-se com "exército" da casa

O fumo do maior incêndio do ano vê-se a 40 quilómetros da Guarda, para quem sobe a A25, mas é no interior da serra da Estrela que as histórias aquecem nos relatos de terror de quem esteve perto de perder tudo. Uma casa ou uma aldeia, como Sameiro, em Manteigas. É um lugar revoltado que viu arder "90%" da freguesia.

"Se não fosse o povo da terra e os poucos meios da Junta, com dois carros com um reservatório de 400 litros, e a aldeia tinha ardido toda, porque não houve um meio aéreo que deitasse aqui uma pinga de água e os bombeiros que aqui estiveram só faziam alguma coisa quando os ameaçávamos porque, diziam-me, tinham ordens do comando para esperar pelo fogo, quando a poucos metros havia casas em risco", conta o presidente da Junta, Miguel Ramos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG